Cuidar de Você 10 de Agosto de 2017

Elimine a tontura em 5 passos


A maior parte das tonturas está relacionada a problemas no labirinto. As doenças do labirinto podem acometer tanto o equilíbrio quanto a audição.

Homem girando mulher

Além de vertigem (sensação de que as coisas estão em movimento, sem que haja movimento real), podem ser sintomas dessas doenças nas crises: náuseas, vômitos, sudorese e até alterações gastrintestinais.

Por outro lado, as manifestações auditivas se caracterizam pela redução de audição, sensação de ouvido cheio ou tampado e zumbido.

Por que sinto tanta tontura?

Embora seja uma doença que traz incômodo para muita gente, já que cerca de 20 a 30% das pessoas no mundo têm ou já teve tontura, é possível conviver e tratar para ter mais qualidade de vida. Porém, há muitos mitos sobre o assunto. Confira agora, em 5 passos, como mandar a tontura embora.

1. Evite comer alguns alimentos

Alguns alimentos podem piorar os sintomas de tontura. Por isso, fique longe de: cafeína, chocolate, refrigerante, álcool, energéticos, sal e açúcar. Veja em detalhes os alimentos que pioram os sintomas da labirintite.

2. Associe a medicação à mudança de hábitos alimentares

Existem medicações que melhoram a função do labirinto. Mas é importante que, em paralelo, haja a mudança de hábitos, pois há pacientes que têm as crises no labirinto agravadas com o consumo de cafeína, por exemplo.

A regularidade da alimentação (comer de 3 em 3 horas) e a ingestão adequada de água também são fatores determinantes para a melhora. Por isso, para tirar o paciente da crise, é importante a correção dos hábitos alimentares, associada ao uso de medicamentos sob orientação médica.

3. Atividade física ajuda a reduzir as crises de tontura

O que fazer para melhorar os sintomas da tontura? A atividade física pode ser uma aliada nessa hora, já que os exercícios potencializam a circulação sanguínea, a capacidade cardiorrespiratória e o bem-estar de todo organismo, além de atuar diretamente na melhora do equilíbrio corporal.

O recomendado é realizar caminhada de 30 a 40 minutos por dia. Porém, lembre-se de se alimentar bem antes de praticar exercícios, para evitar quedas glicêmicas e desmaios.

Saiba o que comer antes de praticar exercícios

4. Evite situações que gerem tontura

Como enfrentar crises de tonturas? O ideal é evitar situações que provoquem vertigem, zumbido ou enjoo, como, por exemplo, andar de carro, ônibus ou embarcações; brincar em montanha-russa; assistir a filmes 3D; ou ingerir alimentos que provoquem tonturas.

5. Projeta os ouvidos

O barulho em excesso gera tensão e a ansiedade, o que pode agravar uma crise. Tenha cuidado também com ruídos, mesmo que façam parte do seu lazer, como shows e MP3 players.

Como resolver a tontura?

Mas quando mesmo assim você sentir tontura, procure um lugar ventilado e não se deite. Mantenha-se sentado, de olhos abertos, olhando para um ponto fixo. “Nos casos em que se faz necessário a exposição a essas situações, pode-se lançar mão de medicações para reduzir a intensidade dos sintomas ou realizar tratamento específico para uma melhora definitiva, sem a necessidade de medicação preventiva, o que chamamos de reabilitação vestibular ou labirítica”, afirma a Dra. Ana Maria Sousa, médica otorrinolaringologista.

Como diagnosticar a tontura?

Para diagnosticar que o paciente tem doença no labirinto, é necessário que o médico otorrinolaringologista faça uma análise clínica e exames físicos e complementares para direcionamento de um diagnóstico.

Marque uma consulta com um médico especializado para saber se você tem o problema, pois o diagnóstico da causa da tontura é essencial para a resolução do problema. Não tem plano de saúde? Nós podemos de ajudar!

 


Rodapé da página.