Cuidar de Você 08 de Dezembro de 2016

Labirintite tem cura? Confira os mitos e verdades


Ficar tonto em um passeio de barco ou ver tudo girando, mesmo estando parado, podem ser sintomas de labirintite. Descubra os mitos e verdades da doença e saiba como se prevenir.

Mulher descansando com os braços na cabeça econstada no sofá

O que é labirintite?

A labirintite é um distúrbio do labirinto, estrutura localizada dentro do osso temporal que está dentro do ouvido interno e possui canais pequenos em forma se semicírculos. Dentro dos canais há um líquido, chamado de endolinfa, que é rodeado por células.

Labirintite dá dor de cabeça?

Quando a pessoa movimenta a cabeça, o líquido se move, estimulando as células, que passarão ao cérebro a informação de que a cabeça está se movendo. Por isso, funciona como um sensor do movimento, sendo um órgão importante para o equilíbrio. Quando há algum distúrbio, há o sintoma mais conhecido como vertigem.

 

Infográfico com as porcentagens da população que vão apresentar os sintomas tontura ou vertigem na vida

Causas

Semelhante a uma febre, a vertigem é um sintoma que precisa ser investigado. Há as doenças inerentes do labirinto, como as pessoas que têm um labirinto mais sensível e têm a tendência de, a partir do movimento em um barco ou ônibus, por exemplo, sentir a vertigem. Outras pessoas podem apresentar a doença de Ménière, que apresenta crises intensas de tontura, com náuseas, vômitos e sensação zumbido no ouvido.

Labirintite e alimentação

Imagem com foco em uma xícara de café com um cookie ao lado da xícara e um copo de água do lado

Há pessoas que sentem tontura por exagerar no consumo de café, chocolate ou refrigerante. A vertigem também aparece em alguns casos de jejum prolongado, quando pessoas não comem de 3 em 3 horas, por exemplo. Corrigindo esses erros alimentares, é possível conseguir resultados positivos.

Labirintite e medicamentos

É verdade que alguns antidepressivos, anticoncepcionais e tranquilizantes podem causar tontura. A enxaqueca é uma causa também de tontura. Cerca de 30% a 40% dos pacientes com enxaqueca apresentam também a vertigem, tontura e náusea com vômito.

Labirintite emocional

As emoções exercem forte influência sobre a labirintite, estando ligada a problemas como depressão e excesso de ansiedade.

Existe algum remédio caseiro?

Mulher cheirando uma xícara que está em suas mãos

Embora muitas pessoas recomendem o uso de remédios caseiros, como os chás, para amenizar os sintomas da labirintite, ao sentir os sintomas, é importante sempre consultar um médico.

Tem cura?

A partir de um tratamento que inclui remédios, fisioterapia e alimentação adequada, é possível achar a cura para a labirintite.

Labirintite pode matar?

O Dr. Marcio Meira, otorrinolaringologista da Unimed Fortaleza esclarece que as alterações do labirinto em suas formas mais frequentes trazem bastante incômodo, mas são benignas e não representam nenhum risco de vida. Porém, a labirintite infecciosa é um tipo raro da doença, geralmente complicação de uma otite média não tratada, e pode sim ter potencial letal.

“É também importante salientar que, embora as alterações do labirinto sejam a causa mais comum de tontura, este sintoma tem outras causas”, afirma ele.

Veja abaixo o vídeo completo do otorrinolaringologista Dr. Marcio Meira esclarecendo algumas dúvidas sobre a doença do labirinto:


Compartilhe nas redes sociais:
Rodapé da página.