Alimentação Saudável 25 de Agosto de 2017

3 super benefícios do óleo de coco para a alimentação


Certamente você já ouviu falar de alguns benefícios do óleo de coco, ou alguns mitos sobre seu uso. Afinal, é um nutriente natural que tem feito grande sucesso nos últimos anos e, com tantos boatos, é fácil ter dúvidas sobre suas utilidades. Por isso, neste post reunimos informações importantes validadas por profissionais da área da saúde, que podem tirar suas dúvidas.

Tigela transparente contendo óleo de coco

3 benefícios cientificamente comprovados do óleo de coco

O óleo de coco ajuda a queimar gorduras

Você sabia que a obesidade não é apenas uma questão de quantidade de calorias, mas também de qualidade das calorias? A maioria dos alimentos que são ricos em gorduras contém gorduras saturadas de cadeia longa, que não estão presentes no óleo de coco. Uma vez que sua gordura é composta por Triglicerídeos de Cadeia Média (TCM).

Os TCM podem aumentar o gasto energético, em comparação com a quantidade de calorias existentes em gorduras de cadeia longa. A relação entre o que é ingerido durante todo o dia com a energia que é gasta durante o mesmo período é determinante para o resultado final, seja o ganho ou a perda de peso.

Nesse sentido, como a gordura do óleo de coco é composta por TCM, o gasto energético pode aumentar, ajudando assim na queimação de gorduras.

Todavia, considerando a influência dos ácidos graxos do óleo de coco ingeridos sobre os fatores de risco das doenças cardiovasculares, por exemplo, a sua utilização deve seguir os princípios da variedade, equilíbrio, moderação e prazer.

Não abuse do uso, todo alimento consumido demasiadamente pode gerar problemas, portanto, consulte sempre um nutricionista!

O óleo de coco ajuda no combate à diabetes

Dietas ricas em Triglicerídeos de Cadeia Média, como os presentes no óleo de coco, protegem contra a resistência à insulina. Os TCM são pequenos e, portanto, conseguem entrar nas mitocôndrias ? turbinas energéticas das células ? sem qualquer dificuldade, onde podem ser transformados em energia.

Assim, o estresse no pâncreas ? estado em que há grande esforço para produzir quantidades extras de insulina ? é reduzido durante as refeições, uma vez que há menos produção de enzimas, permitindo então a produção de insulina de forma mais eficaz, sem precisar de grandes esforços.

Nesse sentido, a ingestão regular de uma ou meia colher de sopa de óleo de coco antes das refeições pode ajudar muitos diabéticos a diminuírem significativamente os sintomas causados pelas flutuações de açúcar no sangue.

Mas atenção! Se você é portador de diabetes, consulte um nutricionista antes de tomar qualquer atitude. As ações podem mudar de acordo com o organismo.

O óleo de coco ajuda a aumentar a imunidade

Grande parte dos ácidos graxos contidos no óleo de coco corresponde ao ácido láurico, podendo ter ação antifúngica e antibacteriana. E quando o óleo é ingerido pelas enzimas estomacais, é formado um monoglicerídio, chamado monolaurina. Tanto o ácido láurico como a monolaurina pode matar patógenos nocivos (vírus, bactérias, etc).

De toda forma, os estudos que comprovam a eficácia da melhora da imunidade ainda não possuem grande extensão, devendo assim, haver o cuidado no consumo desse tipo de produto e ter sempre a orientação de um nutricionista.

Veja mais 10 benefícios do óleo de coco

Como usar o óleo de coco para cozinhar

O óleo de coco pode ser usado de diversas formas na cozinha, inclusive em receitas comuns do dia a dia. Basta substituir a gordura utilizada habitualmente, como manteiga, azeite ou óleo de girassol.

É suficiente utilizar o óleo de coco na mesma quantidade da gordura geralmente utilizada. Por exemplo: se você utiliza duas colheres de azeite em alguma receita, você pode trocar por duas colheres de óleo de coco. Lembre-se! É uma gordura e, portanto, deve ser consumida com cuidado e atenção, pois em excesso pode causar problemas de saúde.

Falando em cozinhar, que tal preparar um bolo de coco sem glúten e sem lactose? Confira a receita!

Bolo de Coco sem glúten e sem lactose

Ingredientes para a massa

  • 1 ½ xícara de chá de grão-de-bico;
  • ½ xícara de chá de fécula de mandioca ou batata;
  • 1 xícara de chá de goma de tapioca hidratada;
  • 100g de coco seco ralado;
  • 4 ovos caipiras;
  • ½ xícara de chá de óleo de coco;
  • 2 xícaras de chá de açúcar demerara;
  • 400 mL de leite vegetal de coco;
  • 1 colher de sopa de fermento para bolo;

Ingredientes para a calda

  • 1 xícara de chá de leite de amêndoas;
  • 50g de coco ralado;
  • Açúcar demerara a gosto.

Preparando a massa

  • Peneirando rapidamente as farinhas, misture ao coco ralado e reserve;
  • Coloque os ovos, o óleo de coco e açúcar demerara e bata em uma batedeira. Aos poucos adicione as farinhas e o leite de coco.
  • Finalizando, adicione fermento e desligue a batedeira;
  • Unte a forma (do formato desejado) com óleo de coco e farinha de grão-de-bico. Despeje a massa e em forno pré-aquecido, coloque para assar por aproximadamente 35 minutos;

Preparando a calda

  • Em fogo baixo, leve todos os ingredientes e deixe reduzir pela metade.

Tudo pronto? Cubra o bolo com a calda e sirva ao esfriar! Seguindo o ritmo de alimentação saudável, confira como ter uma alimentação equilibrada em 8 passos!
 


Rodapé da página.