Cuidar de Você 12 de Julho de 2018

Como funciona a inclusão de dependentes no plano de saúde empresarial


Um dos melhores benefícios que uma empresa pode proporcionar a seus colaboradores é o de oferecer o plano de saúde, muitas vezes beneficiando até familiares. Por isso, nesse artigo vamos falar tudo sobre inclusão de dependentes no plano de saúde empresarial!Pai mãe e filha pequena se divertindo ao ar livre.

Quando somos beneficiados com algo, por vezes pensamos em como podemos contribuir para que aqueles que amamos possam ser privilegiados também. E, quando se trata de cuidado com a saúde não é diferente; almejamos estender o benefício aos nossos parceiros e familiares. Mas, às vezes não sabemos como proceder. Continue lendo se você deseja saber como incluir dependentes no seu plano de saúde empresarial.

Quem pode ser dependente no plano de saúde empresarial?

De acordo com a legislação vigente baseada nas diretrizes da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), para a inclusão de dependentes no plano de saúde empresarial, quatro grupos de pessoas são possíveis:

  1. Cônjuge e companheiro: aqui podem ser incluídos o marido e a esposa do colaborador (a), ou mesmo o(a) companheiro(a), em caso de relação homossexual.
  2. Parentes de 1º grau consanguíneo: esse grupo pertence aos parentes consanguíneos de forma direta, como pais e filhos.
  3. Parentes de 2º grau consanguíneo: aqui se encaixam os irmãos, avós e os netos.
  4. Parentes de 3º grau consanguíneo: nesse grupo estão inclusos os tios, sobrinhos, bisavôs e os bisnetos.

Como proceder à inclusão de dependentes no plano de saúde empresarial?

Em praticamente todas as empresas existe o setor de Recursos Humanos, que é responsável por tratar de todos os processos relacionados aos colaboradores, inclusive sobre inclusão de dependentes no plano de saúde empresarial. Quaisquer questionamentos sobre a funcionalidade do plano e se é permitido e possível incluir um familiar, por exemplo, podem ser retirados com os profissionais dessa área.

Se é permitido incluir um dependente de qualquer grau consanguíneo indicado pela ANS, vai depender tanto da contratação feita pela empresa quanto do plano de saúde que é ofertado. Por isso, o indicado antes de tudo, é que um contato com a área responsável seja feito, para então seguir com o que é necessário para a inclusão.

Qual documentação é necessária para realizar a inclusão?

De forma geral, para a adição de dependentes, os documentos necessários são as cópias do Registro Geral (RG), CPF e comprovante de residência. No caso de uma pessoa menor de idade, devem ser apresentados a certidão de nascimento e o CPF da criança ou do jovem e o RG, CPF e comprovante de residência da pessoa responsável.

Para inclusão de outros dependentes no contrato, como o cônjuge, devem-se apresentar cópias da certidão de casamento ou documento de união estável, carteira de identidade e CPF; e caso sejam dependentes de outro grau consanguíneo, são necessários o RG, CPF e comprovante de residência. Além dos documentos já necessários do titular do plano.

Você tem plano de saúde empresarial?

Para atender a todas as necessidades apontadas pelas empresas, as operadoras de saúde dispõem de várias modalidades de planos, cada um com suas particularidades, que permitem à empresa contratante a identificação do que melhor atende a seus colaboradores.

Se você possui um plano de saúde pela organização na qual trabalha, mas não sabe como proceder à inclusão de dependentes, consulte um profissional de RH de sua empresa e verifique quais são as possibilidades. Ele saberá como lhe orientar da melhor forma. Afinal, os benefícios adquiridos são muitos. Indicamos 6 deles:

  1. Garantia de atendimento a você e a seus familiares;
  2. Facilidade em marcar consultas;
  3. Atendimento de urgência e emergência;
  4. Acesso a várias especialidades médicas;
  5. Acomodação de alto padrão em uma internação;
  6. Garantia de acompanhamento e tratamento de doenças.

7 benefícios de oferecer um plano de saúde empresarial

E, se você é um empreendedor e possui uma pequena empresa, com poucos colaboradores, saiba que há muitos benefícios em ofertar um plano de saúde. Listamos 7 deles abaixo!

  1. Satisfação do colaborador, uma vez que receber um benefício como plano de saúde é motivo de grande valorização;
  2. Funcionários saudáveis trabalhando melhor;
  3. Garantia de atendimento e saúde aos funcionários e seus dependentes;
  4. Redução do número de faltas por doenças dos próprios funcionários e/ou de dependentes;
  5. Diminuição das 5 doenças mais comuns no ambiente de trabalho;
  6. Segurança aos funcionários e a seus dependentes;
  7. Valor do plano mais barato e consequentemente mais acessível.

Empreendedora segurando um tablet e, à esquerda, a frase "Consulte condições especiais para planos empresariais. Saiba mais."

A excelente notícia é que, hoje em dia, pequenas empresas que possuem a partir de uma pessoa já podem oferecer o benefício do plano de saúde empresarial. Para consultar condições exclusivas para essa modalidade de plano, solicite o contato de um consultor.

Veja também: como incluir um bebê no plano de saúde

Mais saúde e sucesso para a empresa

Oferecer o plano de saúde empresarial é tomar uma decisão pensando no todo e se preocupando com as pessoas. Ana Lúcia, presidente da Cerbras, sabe que essa é uma premissa para o sucesso do negócio. Assista ao vídeo abaixo e entenda o porquê!


Não foi somente a Ana Lúcia que reconheceu o ato de ofertar plano de saúde a seus colaboradores como um fator essencial para a empresa como um todo. Confira outros empreendedores que melhoraram a satisfação dos funcionários com um plano de saúde desejado por eles.

Esperamos que você tenha tirado suas dúvidas sobre inclusão de dependentes no plano de saúde empresarial. Quer ficar ainda mais por dentro de assuntos como este e aproveitar as oportunidades que surgirem? Nos acompanhe em nossas redes sociais Facebook e Instagram e inscreva-se em nossa Newsletter abaixo.


Rodapé da página.