Cuidar de Você 18 de Setembro de 2018

Pagar um plano de saúde compensa? Fizemos as contas para você!


Muita gente se pergunta se pagar um plano de saúde compensa ou se seria melhor investir o dinheiro da mensalidade em outra área da sua vida. Se essa dúvida também é sua, leia esse post até o final, pois colocamos os números na ponta do lápis para você!

Pessoa tocando teclas da calculadora do seu smartphone

Quando falamos em saúde, os hábitos alimentares, o estilo de vida e as escolhas erradas podem favorecer o desenvolvimento de doenças, assim como a genética de cada pessoa. Por isso, é importante analisar com cautela a decisão de se ter ou não um plano de saúde.

Pagar um plano de saúde ou não?

Muita gente se pergunta se pagar um plano de saúde compensa de verdade ou se seria melhor investir o dinheiro da mensalidade em outra área da sua vida. Por mais atrativa que a ideia pareça, é preciso levar em conta que saúde é uma “caixinha de surpresas”. Por mais hábitos saudáveis que você tenha, por ano, surgem novos vírus e doenças e, em alguns casos, acabamos sendo surpreendidos.

Levando em consideração que os procedimentos médicos na rede privada não são baratos, listamos 4 exemplos abaixo para você ficar por dentro de tudo!

Na rede privada, uma diária na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), por exemplo, custa em média R$ 2 mil. Para as mulheres, consultar um médico ginecologista pelo menos uma vez ao ano é indispensável e essa consulta, de forma particular, não deve sair por menos de R$ 300,00. E sabe aqueles exames de rotina solicitados pelo seu médico, como: exames de prevenção, ultrassons, sangue e urina? Você pode chegar a gastar de R$ 20 a R$ 300 em cada um, pois eles são cobrados à parte.

Outra situação que poderá mexer com o seu bolso, são os gastos com medicamentos para tratamentos mais caros, como o Câncer, por exemplo. Tomando como base as medicações para o Câncer de Mama, o mais comum entre as mulheres, em uma única dose você poderá desembolsar cerca de R$ 40 mil (esse valor varia de acordo com a tecnologia empregada e o tipo de medicamento). Você consegue imaginar ter que arcar com tudo isso?

tabela-blog-plano-de-saude-compensa

Então, pagar um plano de saúde compensa?

A resposta é sim. Pagar um plano de saúde compensa diante dos valores que são cobrados nas redes particulares por consultas, exames médicos e internação. A melhor opção é estar resguardado por um plano de saúde de uma empresa com credibilidade no mercado para que você tenha segurança e bom atendimento quando necessário. Lembre-se que é um investimento feito para o maior bem da sua vida: sua saúde.

5 vantagens de ter um plano de saúde à sua disposição

Pagar por um plano de saúde significa que mesmo para os tratamentos milionários, já existe cobertura. A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), agência reguladora dos planos de saúde no Brasil, garante uma ampla cobertura de especialidades médicas e até de medicamentos.

Desde janeiro de 2018, a cobertura mínima dos planos de saúde passou a incluir 18 novos procedimentos, que abrange exames, terapias e cirurgias, ampliação da cobertura já existente para 7 procedimentos, além de medicamentos orais contra o Câncer e um remédio para tratamento da Esclerose Múltipla.

A seguir, listamos mais 4 vantagens para se ter em mente na hora de avaliar se pagar um plano de saúde compensa ou não.

1. Garantia de atendimento: a qualquer dia da semana, em qualquer horário, os beneficiários de planos de saúde possuem a garantia de atendimento, seja em sua rede própria ou em clínicas e hospitais credenciados. Além do atendimento usual, os clientes possuem ainda atendimento emergencial 24h, garantindo mais tranquilidade nos momentos mais difíceis.

2. Custo-benefício: quem opta por um plano de saúde tem a opção de escolher o melhor serviço de acordo com seu perfil e isso inclui o preço. Hoje, existem várias coberturas de planos de saúde com benefícios e atendimento de qualidade com valores acessíveis.

Sugerido para você: Entenda como funciona o plano com coparticipação

3. Facilidade no agendamento de consultas médicas: o agendamento das consultas médicas é mais rápido, favorecendo o diagnóstico precoce e a maior assertividade de qualquer tratamento da doença.

4. Programas de prevenção gratuitos: além do atendimento médico em consultório ou emergência, o beneficiário ainda pode contar com programas de prevenção oferecidos gratuitamente pelo plano. Na Unimed Fortaleza, esses programas ficam concentrados no Viver Bem – Medicina Preventiva.

Ainda tem dúvidas? Confira mais 7 motivos para ter um plano de saúde

O plano de saúde ideal para o seu perfil

Na hora de contratar um plano de saúde é importante, além do valor da mensalidade, avaliar a credibilidade da empresa contratada. Já fizemos um post completo sobre o assunto onde te ensinamos a avaliar o melhor plano de saúde para a sua necessidade, não deixe de conferir. Mas, resumindo, os planos de saúde se dividem em alguns tipos, sendo os 3 principais:

1. Planos individuais ou familiares: são aqueles contratados diretamente pelo beneficiário, com ou sem grupo familiar.
2. Planos de saúde coletivo empresarial: são contratados em decorrência de vínculo empregatício para seus funcionários.
3. Plano de saúde coletivo por adesão: são contratados por pessoa jurídica de caráter profissional, classista ou setorial para seus vínculos (associados ou sindicalizados, por exemplo). Na contratação destes planos pode haver a participação de Administradoras de Benefícios.

Plano de saúde: qual o melhor? Veja como escolher

Tanto os planos individuais quanto os planos coletivos são regulados pela ANS e devem cumprir as exigências do órgão regulador com relação à assistência prestada e à cobertura obrigatória, o que significa mais segurança e tranquilidade para você e sua família.

Para mais dicas de como escolher o seu, baixe gratuitamente (e sem formulário de inscrição) o Checklist exclusivo: 10 Passos para escolher seu plano de saúde em Fortaleza.

banner-checklist-blog-plano-de-saude-compensa

Fique atento à estrutura da operadora de saúde

Outro ponto importante é pesquisar se a operadora de saúde que você tem em mente zela pelas suas unidades e investe em melhorias para seus clientes. Observe as certificações de suas unidades, por exemplo. Já temos post aqui no blog falando sobre a Acreditação Hospitalar e porque ela garante a segurança da sua família. Acesse para entender mais sobre certificados de excelência em unidades de atendimento.

Gostou do conteúdo? Fale com a gente pelo Facebook, Twitter ou Instagram e deixe outras sugestões de artigos. Quem sabe sua dúvida não aparece aqui?

Rodapé da página.