Mamãe e Bebê 16 de Fevereiro de 2016

Saiba quais alimentos sólidos devem ser dados ao bebê


Quando devo introduzir alimentos sólidos ao bebê? Esta é a principal dúvida das mamães. Mas o certo é que até os seis meses, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), é recomendado o aleitamento materno.

Criança comendo um morango

Depois dessa fase, começam os questionamentos sobre o que dar ao bebê e de que forma isso deve ser feito. Para isso, conversamos com a pediatra Dra. Ângela Mapurunga, que falou mais sobre o assunto. Confira a entrevista:

Unimed Fortaleza – Depois que o bebê chega aos seis meses, quais alimentos devem fazer parte de sua alimentação?

Ângela Mapurunga – Alimentos líquidos, pastosos e semisólidos.

UF – Por que a criança só deve introduzir alimentos sólidos depois dos seis meses?

AM – Porque somente a partir dessa idade existem elementos essenciais ao crescimento do bebê que não estão disponíveis em níveis ideais no leite materno.

UF – Nessa fase, a criança já começa a tomar papinha. É correto prepará-la no liquidificador? E quais alimentos devem conter na papinha?

AM – Outro fator a ser trabalhado nessa fase é a mastigação, daí o alimento semisólido é a melhor opção, com isso o liquidificador é desnecessário. A papinha é composta inicialmente e exclusivamente de legumes.

UF – No caso da papa doce, qualquer fruta pode ser utilizada? Existem outros alimentos utilizados nessa refeição?

AM – Não, cada criança deve ser avaliada em suas necessidades e/ou restrições, como no caso de refluxo ou APLV (alergia a proteína do leite de vaca). O ideal é que sejam ofertadas as frutas in natura sem nenhum aditivo às papinhas.

Veja no vídeo abaixo os benefícios do leite materno e os cuidados com o bebê após os 6 meses de vida:
 


UF – E em relação à água, a criança já pode beber? Qual a quantidade certa indicada?

AM – Sim, sempre que o bebê sair da amamentação exclusiva deve iniciar a oferta de água nos intervalos da dieta.  A quantidade é variável com a capacidade gástrica de cada bebê.

UF – E os sucos, devem ser dados à criança nesta fase? Há quem defenda que os sucos são ricos em frutose e por isso devem ser administrados em crianças, é verdade?

AM – Sim, os sucos oferecem elementos nutricionais diferentes das papinhas, e nesse momento é importante ampliar a oferta variada de alimentos é fundamental para o estabelecimento do paladar para toda a vida.

UF – É certo que nessa fase a criança começa a estranhar a introdução de outros alimentos em suas refeições. O que deve ser feito nessas horas, em que a criança começa a chorar, dificultando as mamães darem os alimentos?

AM – Muito comum essa queixa em nossos consultórios, entretanto o estabelecimento da rotina na alimentação dos bebês é fundamental na construção de uma vida alimentar saudável, sendo ação preventiva do surgimento de doenças na vida adulta. Mesmo com choro, não faça trocas, mantenha-se firme no propósito definido.

Criança pegando maçã verde da mão da mãe

UF – Quando a criança passa a ingerir alimentos sólidos, a mamãe deve deixar de amamentar o bebê?

AM – Nunca. O leite materno tem sua ação efetiva até os dois anos de idade, daí deve ser usado em parceria com os demais alimentos até essa idade. Não existe nenhuma fórmula que substitua o leite materno.

Para mais informações sobre o universo Mamãe e Bebê, confira nossa playlist no Youtube sobre o assunto.
 



Compartilhe nas redes sociais:
Rodapé da página.